30/04/2018

Nos anos 60, a Praia do Rosa era o endereço de pescadores e agricultores. A partir desta época, o local começou a ser "descoberto" por hippies e surfistas em busca das melhores ondas e natureza. Aos poucos foram chegando  turistas e divulgando a praia para, atraindo praticantes de surf , wind surf e kite surf , oriundos de diversos estados brasileiros, grande parte do Rio Grande do Sul, e também do exterior, principalmente uruguaios e argentinos. Nesta época iniciou a mudança gradativa do nome.O local era conhecido como Praia do Porto Novo. Devido à famosa hospitalidade com que recebia os primeiros “turistas”, Dorvino Manoel da Rosa, proprietário de terras que davam acesso à praia, estes passaram a chamá-la de Praia do Rosa .

Conforme chegavam novos visitantes, o nome popular passou a ser adotado gradativamente, de forma espontânea.Entre os primeiros turistas, a maioria destes gaúchos, a atração pela Praia do rosa fez com que muitos fixassem residência, nos anos 70 e 80. (Argentina e Uruguai) também foram atraídos pela Praia, a explosão populacional levou ao desenvolvimento de inúmeras atividades e  comércio local. Bares, restaurantes, supermercados entre outros. A Praia do Rosa é um dos picos mais movimentados do litoral catarinense.Ganhando projeção internacional pela exuberância que a Natureza. O Rosa combina progresso e preservação, mantendo seus atrativos naturais, sem esquecer da estrutura necessária para receber os milhares de visitantes apaixonados dos quatro cantos do mundo em sua, Mata Atlântica, cachoeiras, vertentes e piscinas naturais são alguns dos encantos encontrados na Praia.

Refugie-se na Praia do Rosa

Apesar de ser conhecida como um reduto de surfistas, há muito tempo a Praia do Rosa deixou de ser exclusividade destes e dos moradores da região.Considerada uma das baías mais belas do mundo, por suas características naturais, a Praia do Rosa,  é conhecida mundialmente por diversas outras razões, entre elas a preservação ambiental da região.O desenvolvimento da Praia do Rosa foi causado pelo aumento do número de pousadas (hoje mais de uma centena) e de empresas dedicadas a serviços, como restaurantes e casas noturnas, também estão alavancando outras atividades comerciais.A aceleração do progresso nas últimas décadas vem sendo acompanhada pela consciência de que é necessário preservar a natureza . Em busca desta convivência harmônica, as opções são muitas para quem quer tranqüilidade ou agito.

A Praia do Rosa possui três quilômetros de extensão, com areias brancas e formação de dunas próximas ao mar. Perto da praia, pequenas lagoas (a do Meio, salgada, e as demais de água doce) embelezam ainda mais a paisagens e atraem os veranistas nos dias de mar agitado. Além de surf e windsurfe, esportes beneficiados pelas excelentes condições da Praia do Rosa, também se destacam esportes como cavalgada e ciclismo.O local também é repleto de trilhas, para exercitar uma boa caminhada.

A mais famosa delas é o Caminho do Rei (pela qual D. João VI passou quando em visita à região no século 19), com cerca de seis quilômetros da Praia do Rosa até a Praia do Luz. De um lado, a vista para a bela Lagoa de Ibiraquera rivaliza com a exuberância do oceano. Mata Atlântica, cachoeiras, vertentes e piscinas naturais são alguns dos encantos encontrados na trilha. Um dos grandes atrativos da Praia do Rosa é a observação das baleias franca, que utilizam visitam anualmente (e outras do litoral catarinense) para acasalar e passar os primeiros meses de vida dos filhotes, preparando-os para enfrentar os mares bravios.

Fonte: 
https://praiadorosacasasdogerson.wordpress.com/2008/09/19/historia-praia-do-rosa/

CENTRAL DE VENDAS:
048 99150.9999 | contato@qualina.com.br